terça-feira, 18 de março de 2008

Mesa de bar

- De onde você tira idéias para escrever sobre mulheres? De representá-las tão bem em seus contos?

- Agora eu deveria simplesmente pegar a frase de “Melhor Impossível”?

- Nãoooo... Sei que pode dizer algo melhor que isso.

- Acho que pelo fato de não achar homens e mulheres muito diferentes.

- Não somos?

- Para mim todo esse papo de diferenças, planetas e guerra de gêneros só serve para vender livros ruins de auto-ajuda. Desculpe o pleonasmo.

- Nós não queremos as mesmas coisas. Vocês são simplistas demais, principalmente para relacionamentos.

- Você não veio aqui para transar comigo?

- Lógico que não!

- Veio para me conhecer?

- Sim e já estou te achando um idiota.

- Mas mesmo assim ainda está na mesa. Juro que se você fosse feia, eu teria ido ao banheiro e fugia.

- Imbecil!

- Essa é a vantagem de não carregar bolsas.

- Você é um idiota sem tamanho.

- Mas mesmo assim você está rindo.

...

- Todo canalha é charmoso.

- Só para as que precisam que seja... Sim, você veio aqui para transar comigo.

- De onde...

- Não estou dizendo que será hoje, não estou dizendo que você escolheu a melhor calcinha, passou perfume entre suas coxas e tomou sua pílula sorrindo hoje. Mas que você está pensando em transar comigo está.

- Se você disser que está seguindo sinais idiotas do tipo “O corpo fala” eu que vou rir do que você lê.

- Não tem nada haver com livros. Tem haver com encontros, com seqüências deles por anos. No final das contas todos são iguais. Assim como eu e você.

- Eu poderia ir para casa tranqüila por não transar com você hoje.

- Então está pensando nessa possibilidade?

- ...

- Está?

- Vamos sair logo daqui seu idiota.

3 comentários:

:*** disse...

Tb não acredito nessas diferenças que somente servem para vender Marie Claire. Parabéns, vc está cada dia melhor, querido.

Mah disse...

nem todos os encontros são iguais
hohohoh

mombasca disse...

muito bom, essa ficou muito boa... e... rsrs as diferenças existem, meu amigo... e vc sabe disso...