segunda-feira, 23 de junho de 2008

Fora da área de acesso

Já eram umas 11 da noite, quando mais uma vez, o celular insistia em tocar enquanto procurava apenas se embriagar em uma sexta-feira.

- Não vai atender ao celular?
- Não é ninguém importante.

Assim acaba um antigo enlace entre duas pessoas, no não entender de seu espaço com o desespero de quem errou tantas vezes e agora busca uma solução que caiba. Qualquer solução não seria dizer a verdade, apenas o voltar a mesquinharia de um romance falido serviria de consolo para essa pessoa que não pesa mais sobre seus pensamentos ou peito.

- Você deveria desligar o celular.
- E se for uma ligação importante?
- Eu estou aqui agora.

Concordando com o sorriso ele desliga o telefone. Apenas um olhar sincero e essa mão que corre pelo seu cabelo e corpo é todo o desejo que precisa.

O telefone apenas informa que o usuário não se encontra disponível ou está fora da área de acesso.

Sem acesso.

Exatamente isso.

2 comentários:

Narjara disse...

Acho que seu telefone está mais para "ocupado"...rsrsrs... tumtumtumtumtum... bjos

Jaqueline Lima disse...

"... un dessein si funeste,
s'il n'est digne d'Atrée,
est digne de Thyeste."

Atréia de Crébilon.

Desculpe, respondi acima da altura.

;)