terça-feira, 5 de agosto de 2008

Religião

A saída ao teatro tinha sido interessante. Os atores não eram ruins e a companhia interessante o suficiente para dividir o espaço em silêncio por quase duas horas. Agora estávamos em um café e após conversarmos tudo que tínhamos para falar a respeito da peça, nos tornamos refém do famoso silêncio constrangedor.

- É um lindo escapulário esse que você tem.
- Obrigado, gosto dele também.
- Acredita que ele está te protegendo?
- Acredito que a pessoa que me deu acredita. Isso para mim é o importante.
- Você usa um escapulário sem acreditar nele? Por acaso você não acredita em Deus?
- Não.

Mais alguns momentos de silêncio constrangedor. Então eu decido pedir um vinho, essa conversa vai ser mais longa que imaginei.

- Por que você não acredita em Deus?
- Olha, não tenho nada contra quem acredita. Acho a fé algo fantástico, mas para mim, simplesmente não funciona.
- Não funciona?
- Eu sou crítico demais, curioso demais, leio muitas coisas para tentar ter certeza de algo.
- E o que você leu para deixar de acreditar em Deus? Algum texto anarquista, comunista, ou desses cientistas sociais do século XIX?
- A bíblia.

Ela sorriu e tomou rapidamente a sua taça de vinho e então voltou a se servir do mais rubro e seco deleite.

- Um ateu que lê a bíblia. Continue.
- Não gosto do ponto de vista deste Deus Judaico-Cristão. Acho que o ocidente já teve Deuses melhores.
- Está falando dos Gregos?
- Também. Mas estava pensando mais ainda no ocidente, nós americanos.
- Índios?
- Guaranis, Tupis, Astecas, Incas, Navajos, Siouxs... Uma variedade assustadora e rica onde um estava de olho no outro. Acho melhor do que um único e tirano Deus.
- Deus não é tirano.
- Você está brincando não é?
- ...
- O velho testamento inteiro é sobre uma pessoa mesquinha e possessiva. Destrói cidades inteiras, mata crianças, manda expulsar bastardos, pede para pais matar filhos, tira tudo que um homem têm para provar que é amado. Isso não é tirania?
- Mas isso foi escrito por homens. Jesus mostrou um outro Deus.
- Nunca entendi essa contradição entre os católicos. O que vocês julgam ser escrito ou não por homens? O que convêm?
- Lógico que não.
- Para mim, Jesus era um homem. E mesmo assim duvido muito que tudo que esteja escrito sobre ele, seja verdadeiro.
- Mas acredita que o que escreveram sobre Deus no antigo testamento é?
- Também não. Mas me deu uma base sobre sua personalidade ao menos.
- O tirano.
- Na primeira fase.
- E quanto ao ponto de vista do novo testamento?
- Carente.
- Carente?
- Um pai que bateu demais nos filhos. Um homem covarde e carente que deseja perdão a custa de presentes caros. “Me amem, me amem, me amem.”

A risada dela é fantástica e a forma que ela me mostra o seu pescoço me faz pedir a conta.

Um comentário:

Bruna disse...

Derrubou a casa de Abraão, matou seus amigos e quase o fez matar seu filho... O fez engravidar uma jovem pra depois exigir que renegasse seu rebento. Faça o que quiser com ele, Satanás, mas poupe sua vida. Agora entendo por que existe a expressão "temer" a Deus.