segunda-feira, 28 de janeiro de 2008

Intercâmbio

Quantos cenários estarão a tua espera minha amada? Quantas belezas e aromas? Provará cada novidade com a voracidade que apenas os turistas podem sentir?

Será que no momento que sorrir ainda vai se lembrar que prometeu sofrer por nós? O abraço desesperado e o rosto corado de lágrimas vão se lembrar?

Ao notar no sorriso, no olhar, no flerte familiar neste lugar aonde a própria água que bebe é mais saborosa, vai se lembrar?

Entre os parques, os bares, os beijos e corpos expressando o que o idioma não entende... será que vai se lembrar de mim?

3 comentários:

Mah disse...

"Que é que eu vou fazer pra te lembrar?
Como tantos que eu conheço e esqueço de amar
Em que espelho teu, sou eu que vou estar?
A te ver sorrindo
Mais leve que o ar
Tão doce de olhar
Que nenhum adeus vai apagar..."

Mah disse...

é do Caetano...

[angelica] disse...

se você se lembrar de tua amada, já terá sido bonito, então.