terça-feira, 6 de abril de 2010

Conversa de bar VI

Ouvindo de rabo de olho a conversa alheia.

Menina de vestido com um brinco de semente na orelha diz para outra menina de regata listradas de preto e branco:

- Cansada do Matheus falando que minha vida é mais fácil por ter dinheiro. Porra, meus pais tem dinheiro! Só porque eu não pago minhas contas tenho que deixar de fazer as coisas que eu gosto?

- Claro que não! O esquema é que ele é um fudido. Na real ele tá puto porque você vai viajar para Angra e ele vai ter que ficar aqui. Só isso. Medo de levar uns chifres.

- Nem é isso na real. Tipo... Ele sabe que quando eu vou ao Rio eu encontro com outro tipo de pessoal saca? Tipo, lá todo mundo tem grana e nem por isso se sente culpados. Todo mundo é bonito para caralho, sarados e queimados de praia.

- Por isso que eu gosto de praia. As pessoas vivem um clima sem preconceitos, porque na praia todo mundo é igual usando apenas biquínis.

...

né?

3 comentários:

Carla Hirata disse...

sem preconceitos nada...

tem aquelas que só usam maiô ou uma bata indiana pra disfarçar os excessos que o mundo-praia-verão-sarado não permite e que nunca passam desapercebidos. tem os branquelos azedos que sempre recebem aqueles olhares de "ihh, amigo, você não pertence a essa área não". tem os surfistas de pele rachada de sol e cabelo seco e as garotas esturricando ao sol que sempre despertam aquele comentário (seja preconceituoso ou invejoso) "mas não têm mais o que fazer... vagabundos...". e por aí vai!

vai dizer que não é...

Fogoió disse...

HUEuHEuEHUHEH, que porra fútil essa conversa, HUAuhaahaHuhaUhaUHAUH

LOLLLLLLL

Sentimental ♥ disse...

ainda bem q vc estava bebendo...