quinta-feira, 12 de março de 2009

Despedidas - Parte final

O corpo amanhece com uma leve dormência entre a panturrilha e o braço com pequenos pêlos em volta do seu. Por um momento Paula se permite aconchegar entre a respiração suave em sua nuca e o leve roçar de seus lábios nas mãos que seguram suavemente seu pulso.

- Bom dia Alice.
- Bom dia.

O beijo em sua omoplata arrepia até sua cintura, pode sentir o calor do corpo do menino com quem passou a melhor noite de sua vida. Agarra com força seu antebraço e então beija com uma enorme pressão a mão que a segura. Um beijo de medo, de saudades e que faz tremer seus lábios.

- Não vou a lugar nenhum.

Ela se vira e beija o menino com lágrimas correndo com força, o abraça com medo e chora em prantos enquanto encosta sua testa no peito que bate acelerado.

- Eu que estou indo.

5 comentários:

Mah disse...

lindão!

nota 10!

Amanda Carvalho disse...

Bonita história! Mas para os meu padrões de vida ela poderia ter tido um final mais feliz.. hehehehe Já disse que você escreve bem?! Bjs amigo =*

Tainá Falcão disse...

Ai... não vai não, Alice.

Ela tem que ir mesmo, Zé?

Eu não iria agora.

Hahahaha.

Beijos!

Amei!

Tina Spin disse...

Vida: terreno íngreme de idas e vindas.

Texto lindão! Parabéns.

Rosa disse...

Cada dia mais inspirado! Texto vibrante.

Beijão e flores.